Edgar Schein, um dos pensadores mais influentes no campo da cultura organizacional, explora em “The Corporate Culture Survival Guide” os desafios e oportunidades associados à compreensão e ao moldar a cultura organizacional. Este resumo busca esclarecer os conceitos centrais do livro.

Definição de Cultura Organizacional:

No cerne do livro, Schein define a cultura organizacional como um padrão de pressupostos compartilhados que foram aprendidos por um grupo à medida que resolveu seus problemas de integração externa e interna. Uma vez que essas soluções funcionaram bem o suficiente para serem consideradas válidas, elas são ensinadas a novos membros como a maneira correta de perceber, pensar e sentir.

1. Níveis da Cultura Organizacional:

Schein identifica três níveis distintos da cultura:

  1. Artefatos Visíveis: São os aspectos tangíveis da organização que alguém pode ver, ouvir e sentir.
  2. Valores Espostos: Referem-se às estratégias, objetivos e filosofias da empresa.
  3. Pressupostos Básicos: São as percepções inconscientes, crenças e sentimentos. Este nível é o mais difícil de mudar e o mais influente na definição da cultura.

2. Formação e Evolução da Cultura:

A cultura organizacional se forma com base nas soluções iniciais dadas aos problemas da empresa e nas crenças dos fundadores. À medida que a empresa cresce e se desenvolve, essas crenças são reforçadas e solidificadas, tornando-se a cultura da organização.

3. A Importância da Cultura:

Schein argumenta que a cultura desempenha um papel crucial em:

  1. Fornecer aos membros da organização um senso de identidade.
  2. Facilitar o compromisso com algo maior que os objetivos individuais.
  3. Reforçar a estabilidade do sistema social.
  4. Servir como um mecanismo de controle para moldar comportamentos.

4. Mudança Cultural:

A mudança cultural é um dos tópicos mais desafiadores abordados por Schein. Ele acredita que, para alterar uma cultura, é necessário:

  1. Descongelar os pressupostos culturais atuais.
  2. Mudar esses pressupostos.
  3. Recongelar os novos pressupostos.

A liderança desempenha um papel fundamental neste processo, pois as mudanças culturais requerem um compromisso e uma direção claros da liderança.

5. Cultura em Fusões e Aquisições:

Schein dedica uma parte significativa do livro às fusões e aquisições, enfatizando que muitas falham devido à incompatibilidade cultural. Ele sugere que, antes de fundir ou adquirir, as empresas devem realizar uma “auditoria cultural” para identificar possíveis áreas de conflito.

6. Dicas para Líderes:

Para líderes que desejam influenciar a cultura organizacional, Schein fornece várias dicas:

  1. Seja um modelo de comportamento.
  2. Preste atenção, meça e controle os resultados.
  3. Reaja a crises e mudanças organizacionais.
  4. Aloque recursos de maneira a refletir os valores culturais desejados.
  5. Contrate e promova indivíduos que se alinham à cultura desejada.

 

“The Corporate Culture Survival Guide” é uma leitura essencial para líderes, gestores e profissionais de RH que desejam entender a cultura organizacional em profundidade. Schein, com sua expertise, oferece uma compreensão clara e prática da cultura, destacando sua importância e fornecendo ferramentas para moldá-la de maneira eficaz. Ao compreender a cultura, as organizações estão mais bem equipadas para navegar pelos desafios do mundo empresarial moderno, desde fusões e aquisições até a implementação de mudanças estratégicas.

Gostou do conteúdo e tem alguma pergunta ou observação? Preenche o formulário com seus dados e envie sua mensagem. Clique abaixo no Link “Entre em Contato”.

Entre em contato

ATENÇÃO: Que tal conhecer Agora o Método ÚNICO e SIMPLES Usado para CRIAR Negócios de Sucesso na Internet 100% do Zero?

E AINDA: Na aula apresentada será mostrada a Conta com o Valor R$ 181.992,82 recebido online, e como você pode copiar o que foi feito mesmo sendo iniciante.

Compartilha esse conteúdo: